Trio é preso acusado de furto em propriedade rural de Angélica

Trio é preso acusado de furto em propriedade rural de Angélica IMAGE

Luis Gustavo, Da Redação / Imagens: Polícia Civil/Divulgação

Da esquerda para direita - Sergio Ruiz, Deivid e Gilmar - os três autores do furto / Imagens: Polícia Civil/Divulgação

Policiais civis de Angélica prenderam, nesta segunda-feira (15), três indivíduos suspeitos pelo crime de furto e recuperaram os objetos. O crime aconteceu em uma propriedade rural daquele município e mais dois foram presos na mesma ação.

 

A Polícia Civil recebeu a denúncia anônima, que um suspeito, identificado posteriormente por Sérgio Ruiz, de 35 anos, estaria com um veículo danificado próximo ao cemitério, com um carregamento de madeira, e uma equipe foi até o local indicado onde estava o VW/Fox, cor prata, com placas de São José do Rio Preto (SP), acoplado a uma carretinha com diversas madeiras.

 

No local chegou a vítima, um homem, de 54 anos, onde informou que as madeiras seriam de sua propriedade.

 

Os investigadores foram até a propriedade rural da vítima e notaram que o cadeado estava danificado e havia marcas de pneus no chão. Também foi constatado outras madeiras do mesmo porte, mas os suspeitos não conseguiram leva-las.

 

Diante das informações e com apoio da Polícia Militar, os agentes da Polícia Civil foram até a residência do suspeito, onde localizaram uma máquina de lavar e uma máquina amassar pão. Ao ser questionado, ele assumiu os furtos praticados juntamente com mais dois indivíduos, Deivid Rodrigues da Silva Oliveira, de 23 anos, e Gilmar da Silva Bezerra, de 26 anos.

 

Os criminosos também teriam subido no poste e arrancado a fiação, furtando assim cerca de 50 metros de fio juntamente com o cobre de um transformador e transportado os produtos subtraídos, que posteriormente foram vendidos para Jucimar Correa Quevedo, de 42 anos, que tinha ciência do furto.

 

Da propriedade também foram subtraídas duas portas e duas janelas, que até o momento não foram recuperadas, como forma de pagamento, David repassou seis pedras de crack para Gilmar e Sérgio.

 

Os policiais ainda apreenderam uma arma de fogo que estava em posse de Davi Mareco, de 62 anos, proprietário de um açougue no bairro Cerejo.

 

Todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Angélica.

 

Sérgio foi autuado por furto qualificado mediante concurso de pessoas, associação criminosa e posse irregular de arma de fogo de uso permitido; Deivid por furto qualificado mediante concurso de pessoas, associação criminosa e tráfico de drogas; Gilmar por furto qualificado mediante concurso de pessoas e associação criminosa; Jucimar Correa Quevedo, de 42 anos, foi preso por associação criminosa e receptação e Davi Mareco, de 62 anos, por posse irregular de arma de fogo de uso permitido.



Galeria de Imagens / Imagens: Polícia Civil/Divulgação


Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)