Operação policial realizada na região de Nova Andradina cumpre 28 mandados de prisão

Operação policial realizada na região de Nova Andradina cumpre 28 mandados de prisão IMAGE

Acácio Gomes, Redação Nova News

Imagens: Divulgação / PC

Cb image default

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul deflagrou nesta quinta-feira (22), uma operação de combate ao crime organizado. Ao todo, foram cumpridos 28 mandados de prisão, quatro mandados de busca e apreensão de adolescentes infratores para internação e 32 mandados de busca e apreensão domiciliar.

Segundo os delegados Filipe Davanso Mendonça e Caio Leonardo Bicalho Martins, as diligências foram realizadas em Nova Andradina, Nova Casa Verde, Batayporã, Taquarussu, Anaurilândia, Dourados e Campo Grande.

As investigações tiveram início entre os meses de novembro de 2018 e janeiro de 2019 pela Delegacia de Polícia Civil de Batayporã e Delegacia de Polícia Civil de Taquarussu, através das Operações “Collimatus” e “Texas Livre”.

Segundo informado, a operação “Collimatus” teve início em janeiro deste ano, durante diligências investigativas realizadas na Delegacia de Polícia Civil de Batayporã. Ao longo de oito meses, foi descoberta uma estrutura da organização criminosa que age dentro e fora dos presídios brasileiros, atuante na região do Vale do Ivinhema.

Cb image default

Havia sido foi iniciada na Delegacia de Polícia Civil de Taquarussu, em novembro de 2018, a operação “Texas Livre”, que após investigar o tráfico de drogas, identificou um braço da mesma organização que agia na região.

Em razão das cidades geograficamente se entrelaçarem, desenvolveu-se um trabalho de inteligência conjunta, que culminou no desmantelamento do grupo criminoso.

Ao logo dos dias foram cumpridas nove prisões preventivas em Nova Andradina, seis em Batayporã, três em Taquarussu, duas em Anaurilândia, três em Dourados e duas em Campo Grande, sendo que, nestas duas últimas cidades, as ações ocorreram nos estabelecimentos penais segurança máxima.

Cb image default

Na cidade de Nova Andradina cumpriu-se mandados de prisão preventiva contra M.S.B. (DiMenor); G.V.M.U. (Patrone); C.F.A. (Alok); G.S.A.(LD20); R.R.S. (MK); L. M. (Léo); T.E.S. (Diogo); L.A.F.M. (Gordo) e O.F.O. (Maldonado).

Em Batayporã foram cumpridos mandados de prisão preventiva em desfavor de A.M.S. (Kasuri); C.D.S.K. (Aquiles); M.R.B. (Macarrão); E.D.M. (Vida Loka); A.M.S. (Black), sendo que um alvo se encontra foragido.

Já no município de Taquarussu foram presos preventivamente J.F.M.M. (Tó); A.V.M.U. (Didi) e J.J.A.R. (Brinquedo).

Em Anaurilândia cumpriu-se a prisão preventiva de R.A.A. (Gordão Constantino) e W.R.B. (Coala).

Cb image default

Na região de Dourados foram presos E.B.I. (Icaro); J.R.S.N. (R7) e C.S. (Tubarão). Já em Campo Grande teriam sido cumpridos dois mandados de prisão, um em desfavor de D.C.L. (DG) e B.F.S. (Yuri).

Ainda no decorrer dos trabalhos, foram realizadas seis prisões em flagrante por tráfico de drogas, posse de munição de calibre restrito, bem como duas armas de fogo, sendo uma delas de calibre restrito, além de algumas outras munições.

Segundo a Polícia Civil, foi apreendida uma adolescente por ato infracional análogo ao delito de tráfico de drogas. Em razão das previsões do Estatuto da Criança e do Adolescente ela acabou sendo ouvida e liberada.

Ao mesmo tempo, em Nova Andradina, dois mandados de busca e apreensão de adolescentes infratores foram cumpridos enquanto outros dois ainda estão foragidos.

Cb image default

Mobilização

A operação contou com a participação de aproximadamente 100 policiais, entre delegados, investigadores e escrivães de Polícia Judiciária, lotados nas Delegacia de Polícia Civil em diversas cidades do Estado, dentre elas Batayporã; Taquarussu; Nova Andradina; Ivinhema; Angélica; Santa Rita do Pardo; Anaurilândia e Bataguassu.

Houve também a cooperação da Regional de Fátima de Sul, Regional de Três Lagoas; Regional de Naviraí; Regional de Dourados; além da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (GARRAS), Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (DEFRON) e Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (DENAR).

Nome da operação

“Collimatus”, originário do latim, significa colimar, alinhar. Ressaltando, a forma de agir da organização criminosa, que atua de forma linear, demonstrando estrutura e divisão de tarefas bem definidas.

A operação intitulada “Texas Livre” originou-se do nome dado às festividades que comemoram a emancipação do município de Taquarussu, reforçando, o combate da polícia ao tráfico de drogas e ao crime organizado. (As informações são da Polícia Civil).

Imagens da Galeria - Nova News

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)