NOVA ANDRADINA: Durante sessão ordinária, vereadores votam favoráveis em manter cargo de chefe de gabinete

NOVA ANDRADINA: Durante sessão ordinária, vereadores votam favoráveis em manter cargo de chefe de gabinete IMAGE
Marcos Donzeli,
Cb image default
A votação ocorreu durante a sessão desta terça-feira.Foto - Marcos Donzeli

O Projeto de Lei Complementar Nº 8, de 26 de Setembro de 2019 que foi subscrito por todos os vereadores para extinguir o cargo de chefe de gabinete parlamentar foi votado durante a sessão ordinária realizada nesta terça-feira, dia 01 de outubro no segundo expediente, mas foi reprovada com 11 votos contrários e apenas um a favor.

O vereador Roberto Alves Pereira, do MDB, atual primeiro secretário do Poder Legislativo Robertinho Pereira foi o único dos 13 - favorável à extinção da função de chefe de gabinete. Neste caso, o presidente, vereador Vailton Vlademir Sordi –MDB “Amarelinho”, não votou. Ele só votaria em caso de empate.

A Câmara Municipal de Nova Andradina tem 13 vereadores e cada um deles tem direito a dois assessores, sendo que um deles tem a função de chefe de gabinete.

O outro Projeto de Emenda a Lei Orgânica número 01 de 18 de setembro de 2019, que dispõe sobre a alteração no §1º do artigo 17 da referida Lei, onde seria votado o aumento de 13 para 15 o numero de vereadores no município a partir do próximo mandato, foi retirado da pauta.

Sobre o Projeto de Emenda de autoria da mesa diretora da câmara municipal, caso fosse aprovado na sessão ordinária desta terça-feira iria aumentar de 13 para 15 vereadores a partir da próxima legislatura.

Na sessão extraordinária que ocorreu no último dia 21 de setembro, onde foi discutido e aprovado em primeira votação, o placar foi 10 votos favoráveis e apenas 03 contra.

O Nova Noticias apurou nos bastidores, que outros vereadores que haviam votado a favor no dia 21 de setembro, teria mudado o voto, após a pressão popular nos últimos dias.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)