Lula se compara a Temer em defesa contra processo sobre BNDES e Angola

Lula se compara a Temer em defesa contra processo sobre BNDES e Angola IMAGE
Temer e Lula conversam durante ato político em foto de arquivo (Foto: Divulgação)

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usaram a linha de crédito a Angola concedida pelo governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), seu ex-aliado, como um dos argumentos contra o mais recente processo em que o petista virou réu na Justiça Federal no Distrito Federal.


Lula e outros petistas foram acusados pelo MPF (Ministério Público Federal) de ter recebido cerca de US$ 40 milhões em propinas para liberar, em 2010, uma linha de US$ 1 bilhão do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) que beneficiaria o grupo Odebrecht. 


A denúncia foi acolhida pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira no começo do mês passado.


Na resposta à acusação apresentada pela defesa à Justiça Federal, os advogados de Lula dizem que as linhas de crédito não eram uma política feita "somente por 'governos petistas'". 


"Em 2018, no governo do ex-presidente Michel Temer, foi assinado novo protocolo de entendimento [com Angola], concedendo o montante de até US$ 2 bilhões para o financiamento de exportações brasileiras de bens e serviços", escreveu ao magistrado.


Procurada pelo UOL, a defesa de Temer ainda não se manifestou sobre a menção feita pelos defensores do petista. As informações são do UOL.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)