IVINHEMA: Demora no atendimento bancário gera revolta aos usuários

IVINHEMA: Demora no atendimento bancário gera revolta aos usuários IMAGE

IVINOTíCIAS

Foto: Divulgação

Um internauta entrou em contato com o Site Ivinoticias, no qual uma reportagem que foi inserida no site que diz: “Operação vai verificar se bancos cumprem a lei da fila” que prevê que as instituições bancarias tem que garantir atendimento ao cliente no máximo em 15 minutos, mas aqui em Ivinhema não esta sendo cumprida essa lei, no qual esse internauta relata que demorou mais de 2 horas para ser atendido.

Conforme apurou o Site Ivinoticias, segundo a lei da Febraban, o período máximo de espera na fila deve ser de 20 minutos em dias de movimento normal e de até 30 minutos nos dias de pico. Vale lembrar que idosos, gestantes, pessoas com deficiência ou com crianças de colo, possuem atendimento prioritário. O tempo de espera deve ser menor do que o convencional.

Equipe de fiscalização da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, se deslocou até o município de Nova Andradina com objetivo de averiguar se verdadeiras denúncias  formalizadas por meio do telefone 151, por consumidores, acerca da demora para atendimento em agência bancária local e, assim, dar início à “Operação Fila Zero” no Estado.

Segundo a Febraban - Federação Brasileira de Bancos, principal entidade representativa do setor bancário brasileiro uma associação sem fins lucrativos que tem o compromisso de fortalecer o sistema financeiro e suas relações com a sociedade e contribuir para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País. 

As normas que rege através da federação dos bancos é a seguinte:

Do Tempo de Espera para Atendimento nos Guichês de Caixa

Art. 10 Nas praças que não possuam regulamentação por lei estadual ou municipal, o tempo máximo de espera para atendimento nos guichês de caixa será de até 20 (VINTE) MINUTOS EM DIAS NORMAIS E DE ATÉ 30 (TRINTA) MINUTOS EM DIAS DE PICO. Parágrafo único. São considerados dias de pico a véspera ou dia útil pós-feriado, o último dia útil do mês e do dia 1º ao dia 10 de cada mês.

Art. 11 O consumidor terá à sua disposição, para fins de medição de tempo de espera de atendimento, o registro de data e horário de chegada na fila e do início do efetivo atendimento no caixa. Parágrafo único. Para cumprimento da obrigação prevista no caput do presente artigo, as Instituições Financeiras Signatárias devem disponibilizar equipamentos emissores de ticket/senha, em local adequado, visível e informado para o consumidor.

Caso os bancos descumpram as normas, a Febraban e os estados e municípios que possuem a “leis das filas” podem notificá-los e, em alguns casos, até aplicar multas. 

Sendo assim, caso passe tempo demais esperando atendimento, registre uma reclamação no SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) do banco e nos órgãos competentes: Procon através do telefone 151; Banco Central; no site consumidor.gov.br, do Ministério da Justiça; ou por meio do canal de reclamação da Febraban. 

Caso a demora no atendimento tenha causado prejuízos além do tempo de espera, você pode entrar com ação no JEC (Juizado Especial Civel) e pedir indenização por perdas e danos. 

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)