INSS de Nova Andradina - Volume de servidores é considerado insuficiente para atender a demanda

INSS de Nova Andradina - Volume de servidores é considerado insuficiente para atender a demanda IMAGE

Acácio Gomes, Redação Nova News 

Nos últimos dias, foi apurado pela reportagem do Nova News que a agência de Nova Andradina do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estaria com quantitativo de servidores considerado baixo para atender a demanda.

O Nova News questionou o órgão com relação ao assunto, sendo confirmado pelo setor de comunicação social que o volume de trabalhadores é, de fato, insuficiente, porém, o número de servidores não foi informado.

Foi divulgado que o INSS tem buscado melhorias no atendimento aos segurados e por isso, dos 96 serviços existentes, 90 são feitos exclusivamente pela internet.

Cb image default
INSS de Nova Andradina fica na Rua José Gomes da Rocha, 1279 - Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News

“Os servidores do INSS, em todo Brasil, atendem as demandas agora de forma remota, seja nas centrais de análises ou por alguns que já estão efetuando tarefas pelo teletrabalho”, disse Cláudio Severo, responsável pelo setor de comunicação.

Segundo ele, mesmo com número insuficiente para atender a população de Nova Andradina, os servidores se desdobram para que não haja impacto no atendimento das demandas. Ele frisou que as solicitações de serviços devem ser feitas através do telefone 135, por meio do aplicativo e no site meu.inss.gov.br.

Limpeza

Outro ponto abordado pelo Nova News seria com relação ao fato de a agência de Nova Andradina estar sem servidores para efetuarem a limpeza das instalações.

Questionado, o setor de comunicação social do órgão explicou que houve o rompimento do contrato de licitação da empresa responsável pelo trabalho de limpeza e conservação de toda a Gerência-Executiva do INSS na região de Dourados, gestora dos contratos.

Devido ao rompimento citado, desde o dia 23 de setembro o órgão estaria sem os serviços de limpeza. O setor de comunicação disse, no entanto, que o processo de licitação para a contratação de uma nova empresa já estaria bem adiantado, aguardando apenas o cumprimento dos prazos legais.

Cb image default
Setor de comunicação diz que servidores se esforçam para atender e demanda - Imagem: Acácio Gomes / Arquivo / Nova News

Materiais de consumo e itens de informática

Sobre a situação da agência com relação a materiais como equipamentos de informática, papel para impressão de documentos e demais condições de trabalho, o órgão informou que desde a criação do INSS Digital, já há quase dois anos, todo material de consumo vem sendo diminuindo pouco a pouco. Com a digitalização dos processos dentro das agências já há um trabalho de conscientização para redução da utilização de papéis.

Nas palavras de Severo, sobre o parque de informática do órgão, cabe sempre ao gestor de cada agência realizar a demanda aos superiores para que sejam atendidos, sejam de forma pontuais ou mesmo com as trocas de equipamentos.

O responsável disse ainda que a partir de 14 de novembro, será lançado o novo Sistema Eletrônico de Informações, o chamado INSS sem Papel, que, em breve, será altamente divulgado, o que deve permitir ainda mais redução de custo operacional dentro das agências, em todo Brasil.

Perícias

No que diz respeito à realização de perícias, o responsável pelo setor de comunicação disse que com a reestruturação do INSS, imposta pelo Ministério da Economia, a questão de Perícia Médica Federal não é mais da alçada do INSS.

“Informamos que médicos serão deslocados a cada 15 dias até o final deste ano. As negociações entre o INSS e o Ministério da Economia vêm sendo feitas para atender todas as agências que não tem médico lotado”, finalizou.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)