Gripe mata três mulheres na semana e Campo Grande soma 25 mortes no ano

Gripe mata três mulheres na semana e Campo Grande soma 25 mortes no ano IMAGE

Com três novas mortes por gripe na última semana, Campo Grande soma 25 mortes pela doença no ano, o que correspondente a 40,32% de todos os casos confirmados em Mato Grosso do Sul, que são 62 de janeiro até hoje. Dados são de boletim epidemiológico divulgado hoje (28) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Na semana de 21 a 28 de agosto, foram confirmadas as mortes de uma mulher de 81 anos, que sofria também de cardiopatia crônica, imunodeficiência, obesidade, renal crônica e pneumopatia crônica; mulher de 85 anos, também cardiopata, com síndrome de down, doença hepática e doença renal e uma mulher de 70 anos, cardiopata crônica. Todas as vítimas eram residentes de Campo Grande e morreram pelo vírus Influenza A H1N1.

Com estes casos confirmados, a Capital soma 25 mortes por gripe no ano, sendo o município com maior número de vítimas no Estado. Na sequência do ranking aparecem Três Lagoas, com seis casos, e Corumbá e Aquidauana, com quatro mortes cada.

Além disso, os casos confirmados nos primeiros sete meses desse ano já somam quase o dobro do registrado em todo o ano passado, quando foram 33 mortes. Entre as notificações, são 1.357 por Influenza e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Municípios que tem casos de morte pela doença no ano, além de Campo Grande, Três Lagoas, Corumbá e Aquidauana são Ponta Porã (3), Rio Verde de Mato Grosso (2), Dourados (2), Nioaque (2), Sidrolândia (2), Naviraí (2), Inocência (1), Porto Murtinho (1), Mundo Novo (1), Água Clara (1), Inocência (1), São Gabriel do Oeste (1), Ribas do Rio Pardo (1), Fátima do Sul (1), e Deodápolis (1) e Paraíso das Águas.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)