Governo espera estudo para definir futuro da MS Gás

Governo espera estudo para definir futuro da MS Gás IMAGE
EDUARDO PENEDO E FÁBIO ORUÊ

Governo de Mato Grosso do Sul está aguarda resultado de um estudo de toda a estrutura da MS Gás para avaliar se haverá desestatização da empresa, que é a venda, ou se serão feitas parcerias para garantir mais investimentos e, desta forma, ampliar a oferta de gás em outras regiões do Estado. Informação foi dada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na tarde de hoje, durante entrega de maquinários para agricultura familiar. 

"Quando o BNDS terminar todo esse estudo, aí sim vamos ter uma tomada do que faremos com a MS Gás”, explica o governador. 

As discussões em torno da desestatização da MSGás já duram quase dois anos. Nesse período, o BNDES realizou o regramento do processo, estabelecendo critérios como a regulação da forma e dos prazos de pagamento da remuneração da instituição financeira e os ressarcimentos dos gastos com serviços de terceiros necessários à estruturação e a implementação da desestatização da distribuidora sul-mato-grossense. Há seis meses, também foi realizada licitação para contratar as empresas que coordenarão o modelo de estruturação e desestatização. 

Na época em que foi concluída a licitação das empresas responsáveis por levantar a viabilidade da desestatização da MSGás, segundo informado pela diretoria da própria companhia, a expectativa era de que os trabalhos levassem em torno de seis meses para serem concluídos, possibilitando que a MS Gás fosse a leilão ainda no segundo semestre de 2018, no entanto essas previsões não se confirmaram.

No Estado, o processo de desestatização da companhia é acompanhado pela Secretaria Especial de Parcerias Estratégicas, vinculada à Secretaria de Estado de Governo e Relações Institucionais. Ainda segundo informações da assessoria de imprensa do Governo estadual, a desestatização continua em fase de estudo e ainda não há prazo para conclusão do processo. 

A MSGás tem hoje 9,7 mil clientes, entre consumidores residenciais e comerciais. Por dia, distribui 630 mil metros cúbicos de gás natural. 

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)