Gastos de deputados passarão a ser divulgados

Gastos de deputados passarão a ser divulgados IMAGE
IZABELA JORNADA

Após deputado gastar verba indenizatória com bebidas, presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa (PSDB) anunciou transparência de notas.

Comprovantes de compras feitas pelos deputados e que são pagos com recursos das verbas indenizatórias deverão se tornar públicos no Portal da Transparência do site da Assembleia Legislativa. A proposta foi anunciada nesta terça-feira (17) pelo presidente da Casa de Leis com o objetivo, segundo ele, “para que não haja esse tipo de aproveitamento”. A data para que ocorra a publicação das notas ainda não foi agendada.

Durante sessão de hoje o deputado estadual Pedro Kemp (PT), que foi denunciado por ter utilizado da verbas indenizatórias para pagar bebidas, fez uso da tribuna para se justificar. O deputado disse que aconteceu um erro e a nota acabou indo junto com as demais. “Passou desapercebido por mim e pela auditoria da casa, ontem eu fiz a solicitação para devolver os valores e pedi que verifiquem outras notas também, porque passou mais de uma nota , uma tinha especificado cerveja long neck”, declarou.

O parlamentar acrescentou que fará a devolução dos valores - que quase chegou a R$ 1,8 mil - hoje mesmo. 

Em contrapartida a fala de Kemp, o presidente da Casa de Leis decidiu divulgar valores das notas de todos os parlamentares.

No Portal da Transparência da Assembleia Legislativa aparece apenas o valor total dos gastos de cada parlamentar, porém as notas não são especificadas.

A reportagem do Correio do Estado entrou em contato com alguns parlamentares e a maioria disse que os maiores gastos, geralmente, são com viagens para visitar as bases e com assessoria. “Deputado que não trabalha não gasta, como eu visito todas as minhas bases, eu viajo bastante, gasto com hotel, comida e tem a equipe que me acompanha”, justificou o deputado Márcio Fernandes do MDB, ele está na segunda posição do ranking de mais gastador do Legislativo. Em primeiro lugar está o deputado Felipe Orro (PSDB) que utilizou a maior parte da verba indenizatória para pagar divulgação, por meio da mídia, de atividades parlamentares.

O valor limite que cada deputado pode utilizar de verba indenizatória por mês é de R$ 35 mil. Mesmo o deputado Felipe Orro atingindo o primeiro lugar, ele não conseguiu gastar os R$ 35 mil por mês. Se somar o valor total de R$ 245.927,28, divulgado no Portal Transparência, o deputado teria gastado, aproximadamente, R$ 27 mil por mês.

A despesa total dos 24 deputados para os cofres públicos, no que diz respeito as verbas indenizatórias, é de quase R$ 900 mil. De acordo com o Portal da Transparência, Pedro Kemp está na quinta posição com total de R$ 239.419,01 de gastos.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)