Flamengo faz proposta abaixo da pedida de Balotelli e tem dia 'D' para convencer atacante

Flamengo faz proposta abaixo da pedida de Balotelli e tem dia 'D' para convencer atacante IMAGE


Mario Balotelli poder ser jogador do Flamengo -Mario Balotelli poderá ser jogador do Flamengo - Foto: Eric Gaillard/Reuters
Diogo Dantas
Tamanho do textoA A A

A viagem do Flamengo para a Europa para negociar pessoalmente a contratação de Mario Balotelli, revelada na noite segunda-feira pelo EXTRA, aconteceu após consenso na diretoria de que o clube pode arcar com os custos do jogador.

LEIA MAIS: As origens de Balotelli: o abandono na infância, a mãe judia e a aceitação da negritude

Também em função da sinalização positiva do atleta e dos agentes envolvidos na negociação, os dirigentes rubro-negros apresentam nesta quarta-feira uma proposta oficial que não prevê loucuras financeiras.

Por isso o presidente Rodolfo Landim deu aval, e o vice de futebol Marcos Braz capitaneou a operação, acompanhado do executivo Bruno Spindel e de empresários e advogados dispostos a ajudar no desfecho, previsto de ser dar rapidamente.

Os números estão abaixo do que a imprensa italiana noticiou como base para o jogador aceitar um acordo de dois anos e meio, e dentro do orçamento da equipe da Gávea. Segundo O GLOBO apurou, a pedida de Balotelli partiu de 4,5 milhões de euros (R$ 20 milhões) por temporada, livre de impostos, fora luvas e comissões, que chegariam a um total de 5 milhões de euros (R$ 22 milhões).

A questão é se o jogador vai aceitar o salário oferecido para jogar no Brasil, na faixa de R$ 1,5 milhão já com luvas parceladas, apresentadas ao agente Andrea Catolli. O outro empresário do jogador, Mino Raiola, conhecido por negociações polêmicas e por tirar tudo que pode dos clubes, é o nome a ser convencido. Se houver pedida fora da realidade, o Flamengo deve recuar.

Proposta dentro do orçamento

A proposta do Flamengo vai para a mesa levando em consideração o fluxo de caixa previsto com as receitas, custos e investimentos dos próximos anos. O início das tratativas foi em Lisboa. Com o discurso alinhado, a comitiva deve seguir para Mônaco hoje para o encontro entre as partes.

O Flamengo não leva em conta, na engenharia financeira para contratar Balotelli, uma venda que ainda não aconteceu, trabalhando com o que já está previsto para entrar nos cofres. O rubro-negro receberá ainda nesta temporada parcelas das vendas de jogadores como Felipe Vizeu, Jean Lucas e Léo Duarte, em um total de mais de R$ 50 milhões.

Na proposta, como Balotelli está sem contrato, as luvas entram como bonificação, parceladas ao longo do vínculo. Também haverá premiações por metas, como de praxe. A aquisição do jogador, sem vínculo desde que deixou o Olympique de Marselha, onde atuou por seis meses, é vista internamente como difícil, mas factível.

Balotelli fez oito gols em 15 partidas por sua última equipe, e está desde maio sem entrar em campo, à espera de um novo clube. Ele se destacou inicialmente pela Inter de Milão, passando ainda por Manchester City, Milan, Liverpool e Nice. A concorrência de equipes da Europa, principalmente da Itália, ainda não se deu com a força necessária para tirar o Flamengo do páreo, ponto-chave para o otimismo dos dirigentes. O Brescia, cidade onde o atacante foi criado, chegou a sinalizar com uma oferta abaixo da rubro-negra.

Cuéllar pode entrar na conta

Enquanto negocia com Balotelli, a diretoria do Flamengo já tem em mãos números de uma proposta do mundo árabe pelo volante Cuéllar. O clube ainda não foi revelado.

Recentemente, houve encontro dos dirigentes com o estafe do jogador para tratar de uma possível saída ou valorização, e a primeira opção ficou encaminhada.

Com multa de € 70 milhões (cerca de R$ 310 milhões), Cuéllar só seria liberado pelo Flamengo em caso de oferta de mais de € 10 milhões (cerca de R$ 44 milhões). No mercado fala-se em um preço médio de € 7 milhões pelo jogador de 27 anos, cujo contrato vai até 2022.

Cuéllar voltou da Copa América em baixa desde a chegada de Jorge Jesus. O técnico promoveu Arão a primeiro volante e o colombiano não encaixou da mesma forma no novo esquema.

A possível venda do jovem Reinier também pode acontecer ainda este ano, mas não se dará como condição para o fechamento do acordo por Balotelli

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)