Flamengo adota paciência por Balotelli apesar de Libertadores e admite aumentar oferta

Flamengo adota paciência por Balotelli apesar de Libertadores e admite aumentar oferta IMAGE

O encontro entre Flamengo e Balotelli nesta quarta-feira em Mônaco foi considerado positivo pelas partes, e há margem para avanço na proposta do Flamengo, que estima o investimento dentro de seu orçamento para esta e para as próximas temporadas. Mas a negociação é complexa, e há concorrência do Brescia, que subiu para a elite italiana nesta temporada, e também apresentou sua proposta.

A expectativa é de uma resposta em novo encontro ainda nesta quinta-feira, já que até esta sexta a diretoria deseja enviar nova lista para as quartas de final da Libertadores com o nome do jogador italiano. No entanto, os dirigentes admitem ter o jogador apenas mais adiante na competição e no Brasileiro.

Na reunião, Balotelli pediu para analisar os dados apresentados e dar uma resposta em breve, e o Flamengo vai exercer a paciência que tem lhe rendido boas contratações, como Filipe Luís e Rafinha., vindos da Europa.

A primeira oferta do clube prevê dois anos e meio de contrato com salário na casa de R$ 1,5 milhão, além de bonificações. A pedida inicial do jogador era nessa faixa salarial mas com luvas mais elevadas por estar sem contrato, após deixar o Olympique de Marselha, há cerca de três meses.

Os números apresentados foram superiores ao do Brescia, clube da cidade em que Balotelli, hoje aos 29 anos, cresceu. A concorrência é considerada sobretudo por conta da seleção italiana. A imprensa daquele país relata contato do treinador Roberto Mancini de que ficando por lá o atacante pode ser melhor observado.

No encontro com o Flamengo estiveram presentes o jogador e seu empresário, Mino Raiola. Pelo clube, o vice de futebol Marcos Braz, o diretor-executivo Bruno Spindel, além de intermediários. O advogado brasileiro Marcos Motta, profundo conhecedor do mercado europeu , é quem fez a aproximação com o agente e a apresentação dos enviados do Flamengo, já que também atende a parte jurídica dos negócios de Raiola.

A conversa ainda teve a participação do empresário Evandro Ferreira, que cuida da carreira de vários jogadores no Brasil. Amigo de um amigo de Balotelli, o italiano Andrea Catolli foi quem intermediou o contato de Marcos Braz com o jogador, mas o agente não empresária Balotelli. Assim como Franck Assunção, agente próximo a Andrea Catolli, mas que também não participou da negociação. Vale lembrar que um possível acordo ainda tem combinado a vinda de Enock, irmão do atacante, para o Boavista, para a disputa da Série D do Brasileiro.

O objetivo além de mostrar os dados financeiros ao jogador era promover o entendimento entre os dois agentes italianos para que Balotelli venha para o Flamengo sem imbróglio.

Superados esses obstáculos, o Flamengo já teria engatilhado a troca de minutas contratuais através do advogado Marcos Motta e dos representantes do jurídico do clube no Rio de Janeiro. Se for contratado, Balotelli se tornaria o jogador mais bem pago do Flamengo, com valores próximos aos que o clube gasta para cobrir os custos do técnico Jorge Jesus e do atacante Gabigol.

Gabigol em pauta

Aliás, o investimento no centroavante não impedirá, na avaliação da direção do clube, a aquisição de seu atual artilheiro. O assunto tem sido debatido enquanto as conversas com Balotelli não aconteciam. O entrave para a diretoria será o desejo de Gabigol de retornar para a Europa e eventuais propostas para a Inter de Milão, clube com o qual tem mais dois anos de contrato. Gabigol foi escalado por Jesus no time titular ontem, em treinamento tático no Ninho do Urubu, e praticamente confirmou presença contra o Vasco no sábado, pelo Campeonato Brasileiro.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)