Duílio sonha ser presidente do Corinthians, se vê preparado, mas diz: "Não depende só de mim"

Duílio sonha ser presidente do Corinthians, se vê preparado, mas diz:

A paixão pelo Corinthians é hereditária em milhares de famílias brasileiras. Entre os Monteiro Alves, o fanatismo pelo Timão também foi transmitido de pai para filho, mas com uma peculiaridade: carregou consigo o sonho de presidir o clube, que atravessa gerações há mais de três décadas.

Aos 44 anos e pela segunda vez no comando do futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves é o atual expoente desta dinastia. Embora já tenha conquistado títulos que seu avô Orlando e seu pai Adilson nem chegaram perto quando foram dirigentes, como o da Libertadores e o do Mundial, ele ainda tem um objetivo maior.

– Meu avô tinha a vontade de ser presidente, foi candidato duas vezes e não ganhou. Meu pai tentou uma vez e também não conseguiu. É uma coisa de família, eu tenho essa vontade, esse sonho, mas não sei se será agora ou no futuro – afirmou o diretor, que recebeu o GloboEsporte.com em sua sala no CT Joaquim Grava para uma entrevista.

Braço direito de Andrés Sanchez, Duílio é apontado nos bastidores do Corinthians como o principal nome da chapa "Renovação e Transparência" para ser o candidato nas eleições do ano que vem.

Ao mesmo tempo em que não esconde o desejo de ser presidente e diz estar preparado para assumir o cargo, ele faz questão de ressaltar que a decisão precisa ser colegiada.

– A gente tem um grupo, e depende muito do que vai acontecer, as coisas no futebol mudam muito. Tem um ano e meio pela frente. E tem as questões do estádio, o Andrés mais uma vez conseguiu uma negociação ótima, ele é um fenômeno. Enfim, depende muito do que vai acontecer, mas não está descartado.


Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)