Dourados não terá clube no Campeonato Estadual 2020

Dourados não terá clube no Campeonato Estadual 2020 IMAGE
Presidente do Sete Tony Montalvo est em Portugal e reafirma o afastamento do clube em 2020 Foto Arquivo PessoalPresidente do Sete, Tony Montalvão está em Portugal e reafirma o afastamento do clube em 2020 (Foto: Arquivo Pessoal)

O Sete de Dourados está mesmo fora do Campeonato Estadual 2020. A disposição do clube em se afastar do futebol profissional divulgada pelo presidente Tony Montalvão logo após a participação na competição deste ano se concretizou com a não inclusão do time nas competições de categorias de base, organizadas pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS). A participação em pelo menos uma delas é quesito obrigatório para disputar a Série A no ano seguinte.

Sem o Sete, a cidade de Dourados não deve ter nenhum clube na primeira divisão na próxima temporada. O Operário AC foi rebaixado neste ano e vai disputar a Série B em 2020. A esperança seria a participação do Ubiratan EC na segunda divisão, conquistando o acesso, mas, como acontece todos anos, essa possibilidade não passou de mera especulação, e o clube sequer enviou representante para a reunião pré-arbitral que aconteceu nesta segunda-feira (19) na sede da Federação. A competição deve ser disputada por Cene, de volta ao profissionalismo, Cena, Moreninhas, Pontaporanense e Maracaju.

Fora da base

Neste ano, o Sete já ficou fora dos estaduais Sub-19 e Sub-17. Nesta segunda também, a Federação reuniu os clubes interessados em disputar o Estadual Sub-15, que seria a última chance do Sete disputar uma competição de base na temporada e mais uma vez não teve representante. "Já deixei claro que o Sete não vai disputar o Estadual 2020 e até por isso não colocamos nenhum time nos campeonatos de base. Sabemos que por isso vamos ter que recomeçar na Série B quando e se voltarmos", disse o presidente Tony Montalvão, que se encontra em Portugal, onde coordena um clube da Terceira Divisão Nacional.

De acordo com Marcos Tavares, vice-presidente e coordenador de competições da Federação, a situação do Sete em relação à ausência no próximo Estadual agora é apenas questão burocrática. "Há uma lei que obriga o clube a participar de competições de base na temporada para estar apto e o Sete não cumpriu essa exigência em 2019. Cabe à Federação agora comunicar o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MS) que analisa o caso, mas não há nada que possa ser feito", afirmou.

Além do clube douradense, devem obrigatoriamente disputar o Sub-15 para ficarem aptos às competições em 2020 o Urso de Mundo Novo, Novo FC, Operário AC, os três rebaixados, e ainda o campeão Águia Negra e o vice, Aquidauanense. Todos enviaram representantes para a reunião.

Lugar a mais

Sem o Sete, a Série A ganha mais uma vaga para clubes que vão disputar a Segunda Divisão, que deve acontecer entre outubro e dezembro. A competição será disputada por Cene, de volta ao profissionalismo, Cena, Moreninhas, Pontaporanense e Maracaju. Misto de Três Lagoas, Ivinhema e Ubiratan seguem fora do futebol profissional.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)