Do choro à fé na salvação: Cruzeiro vai da desolação à reanimação em crer na fuga do Z-4

Do choro à fé na salvação: Cruzeiro vai da desolação à reanimação em crer na fuga do Z-4 IMAGE
Do choro  f na salvao Cruzeiro vai da desolao  reanimao em crer na fuga do Z-4
NAYRA HALM/FOTOARENA

O rebaixamento inédito do Cruzeiro para a Série B do Brasileiro está cada vez mais próximo - as chances superam os 90% -, mas nada ainda está sentenciado. O clima em São Januário mudou bastante do apito final de jogo até a saída do ônibus da delegação cruzeirense do estádio do Vasco, após a derrota por 1 a 0. A permanência ainda é possível, e os jogadores, no discurso, mostraram ter fé em desviar o roteiro que vem sendo traçado.

Com a "cabeça quente" ainda do jogo, os jogadores do Cruzeiro deixaram o gramado bastante desolados. Orejuela chorou e foi até consolado por jogadores do Vasco. David ficou estendido no gramado por um tempo, enquanto Henrique parecia não acreditar no que estava ocorrendo com o clube que defende há tanto tempo.

A situação do Cruzeiro realmente não é nada fácil. Está em 17º lugar, com 36 pontos, a dois do Ceará, primeiro fora do Z-4. Não depende mais apenas de si faltando duas rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro. Por isso, a reação dos jogadores, que, quando saíram do gramado, esboçaram poucas palavras.

"Vamos lutar até o final", prometeu Léo. O goleiro Fábio também manteve o otimismo: "Tenho fé que vamos sair dessa situação", disse o jogador com mais jogos na história do clube. Egídio completou: "Não tem nada perdido. Vamos continuar tendo fé".

O clima não era nada bom na porta do vestiário cruzeirense. E ele ainda continua pesado, mas menos após a conversa no vestiário. A conversa com o técnico Adilson Batista, jogadores e membros da diretoria durou cerca de 30 minutos em São Januário e serviu para dar uma injeção de ânimo e retomar que ainda resta em escapar do rebaixamento.

Orejuela lateral do Cruzeiro chorou na sada de campo aps derrota para o Vasco  Foto ReproduoTV GloboOrejuela lateral do Cruzeiro chorou na sada de campo aps derrota para o Vasco  Foto ReproduoTV Globo

Orejuela, lateral do Cruzeiro, chorou na saída de campo após derrota para o Vasco — Foto: Reprodução/TV Globo

O semblante dos jogadores e dirigentes continuava sério, mas com o discurso de mais confiança sobre o potencial do Cruzeiro de escapar do rebaixamento. Os atletas, que estavam proibidos de falar, falaram com a imprensa. Fred e Egídio não se esquivaram dos questionamentos.

- Dá (para escapar). Futebol é onze contra onze. Sabemos da qualidade da equipe do Grêmio. Mas vamos acreditar até o final. Temos condições totais de ir na Arena do Grêmio e buscar um resultado positivo, buscar a vitória. A gente vai trabalhar para isso - garantiu Fred, que há um bom tempo não concedia entrevistas.

- Eu ainda acredito. Só vou deixar de acreditar depois de domingo - disse Zezé Perrella, gestor de futebol do Cruzeiro, em nome da diretoria do clube mineiro, que enfrenta talvez sua maior crise financeira e política da história.

O Cruzeiro precisa voltar a vencer no Campeonato Brasileiro após sete rodadas de jejum. Na quinta, encara o Grêmio, em Porto Alegre. Domingo, encerra a participação diante do Palmeiras, no Mineirão. Para escapar do rebaixamento, precisa ainda torcer por um tropeço do Ceará.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)