Diretoria do Cena repudia atuação de arbitragem de Cena x Operário

Diretoria do Cena repudia atuação de arbitragem de Cena x Operário IMAGE
Redação,
Cb image default
Do trio (na foto), os contestados são o árbitro (centro) e o assistente (sua direita).Foto - Arquivo Nova Noticias

O presidente do Cena (Clube Esportivo Nova Andradina), José Leôncio de Oliveira, insatisfeito com a atuação do árbitro Neuri Antônio e do assistente (01) Cicero Alessandro de Souza, no jogo entre Cena 1x1 Operário no domingo, dia 14, encaminhou na terça-feira, dia 16, ao coordenador de competições da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), Marcos Tavares, uma nota de repúdio.

Na nota, a direção do Cena também condena a atuação do quarto árbitro Rayque Luan Silva dos Santos.

Confira abaixo a integra da nota.

NOTA DE REPÚDIO

O Clube Esportivo Nova Andradina – CENA, CNPJ sob o n. 10.425.088/0001-47, através do seu diretor Presidente, José Leôncio de Oliveira, casado, engenheiro, vem respeitosamente externar a esta conceituada Federação de Futebol, nossa sincera insatisfação quanto a atuação e desempenho da arbitragem (exceto o auxiliar II) que realizou no último dia 14/07/2019 no estádio Andradão o jogo entre o CENA X OPERÁRIO FC, cito, senhores NEURI ANTÔNIO PRYZBULINSKI (árbitro principal); Cícero Alessandro de Souza (auxiliar I), Marcos dos Santos Brito (Auxiliar II) e Rayque Luan Silva dos Santos (4º Arbitro), pelas seguintes atitudes que no entendimento do CENA prejudicou completamente a partida interferindo diretamente no resultado do jogo, aos quais cito:

Sr. Neuri (arbitro principal):

• Mal posicionado em todos os lances capitais do jogo, aparentemente muito mal fisicamente, andou no jogo o tempo todo;

• Por ser árbitro de Série A esperava uma postura mais firme e menos “estrela”, sempre querendo aparecer mais do que os jogadores;

• Picotando muito o jogo, interferindo muito no jogo para conversar e querer impor sua autoridade de forma negativa, causando irritabilidade desnecessária nos jogadores;

• Não sendo enérgico, ao não punir os jogadores do operário por antijogo, pois os mesmos não vieram para jogar futebol, somente para se defender e fazer faltas temerárias, das quais o senhor arbitro não tomou ação ou puniu;

• Não Marcação clara de um pênalti ainda no primeiro tempo a favor do CENA, quando em uma cabeçada do atleta do CENA, o zagueiro do operário ao não alcançar a bola, o mesmo levou a mão na bola intencionalmente interferindo diretamente na trajetória da bola, o Sr. Neuri mandou o jogo correr por estar completamente longe do lance;

• Marcação errônea do pênalti contra a equipe do CENA, quando o atleta do operário claramente simulou a falta, e mais uma vez o Sr Neuri por estar mal posicionado e atendendo aos gritos dos jogadores do Operário, marcando a penalidade em desfavor do CENA;

• Não coibindo antijogo (cera) dos atletas dos operários o jogo inteiro, dando pouco tempo de acréscimo, tanto no final do primeiro tempo e principalmente no final do jogo;

Sr. Cícero Alessandro (auxiliar I), por ser arbitro de CBF e série A, esperávamos uma postura de transparência, imparcialidade e principalmente confiança técnica. Pois o mesmo o tempo todo apresentava uma insegurança terrível, mesmo nas marcações de laterais, deixando a bandeira baixa e levantando somente quando o arbitro se posicionava, mesmo de forma equivocada invertendo os laterais;

Sr Marcos dos Santos Brito (auxiliar II), Não cometeu nenhuma irregularidade em nosso entendimento que causassem interferência no jogo, presto elogios pela serenidade e educação.

Rayque Luan Silva dos Santos (4º Arbitro), Muito imaturo e inexperiente para um jogo de grande relevância;

Dentre destes fatos relatado em tela, como presidente do Clube Esportivo Nova Andradina – CENA, ratifico que não mais iremos aceitar a participação destes profissionais nos jogos envolvendo quaisquer equipes do CLUBE ESPORTIVO NOVA ANDRADINA, sejam elas das categorias de base e/ou profissional.

Solicito uma reavaliação destes profissionais, pois por se tratar de árbitros Federados com patentes mais elevadas, na pratica não demonstraram confiança, técnicas e principalmente sabedoria para usar suas experiências em prol do bom andamento da partida, sendo totalmente imparcial e não comprometendo o resultado do jogo.

Esta é a opinião do Clube Esportivo Nova Andradina – CENA.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)