Ansiedade: Como lidar com o mal do século

Ansiedade: Como lidar com o mal do século IMAGE
Ansiedade - Trainer Karina Ribeiro Master Coach Três Lagoas
Lidar com a ansiedade não é um tarefa fácil, principalmente quando você está em seu trabalho ou caminha pelas ruas e a sensação de quase morte decide surgir. Quem sofre com o transtorno tem a sensação de aumento na arritmia cardíaca e a falta de ar em excesso, que muitas vezes chegam a causar tonturas e enjoos. 

Se você sofre com a ansiedade e ainda não sabe como lidar com ela, confira algumas dicas que listamos para uma melhora na sua qualidade de vida.

Aprendendo a identificar os sintomas

Por ser caracterizada como uma doença de origem mental, a ansiedade muitas vezes tem seus sintomas ignorados, o que pode levar a uma evolução de quadro, exemplo: depressão, por isso a importância em identificá-la o mais breve possível. 

É claro que a ansiedade em si faz parte de nossas vidas, é comum sentir aquele frio na barriga antes de um entrevista de emprego ou durante uma apresentação de seminário, porém devemos ficar atentos para que essa situação não fuja do controle, a ponto de privar você de determinadas situações. 

Sintomas como irritabilidade, agitação, tremores, falta de ar, perturbação do sono, dores de cabeça e musculares e alterações de pressão arterial podem ser caracterizados como os primeiros indícios para o transtorno, além do medo em excesso.

Dicas e técnicas de como lidar com a ansiedade e controlar o nervosismo

Bom, é claro que se você se identificou com alguns dos sintomas acima citados, recomenda-se um  auxílio profissional, no caso uma ajuda médica para diagnóstico assertivo e uma estratégia de tratamento que melhor cabe a você.

Mas além disso você também pode adquirir novos hábitos que irão lhe dar suporte durante os momentos de crise e poderão até mesmo evitá-las. Veja algumas recomendações:

? Atividade físicas - estudos comprovam que a prática de atividades físicas auxiliam para a liberação da serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem estar e prazer; 

? Respiração - durante as crises é normal se sentir ofegante, por isso é importante treinar a sua respiração diariamente, através de técnicas que podem ser encontradas em uma pesquisa rápida pela web. Sendo um auxílio para diminuir taquicardia e o pânico. 

? Alimentação - Sim a alimentação é uma peça fundamental, já que alguns alimentos ajudam a estimular a serotonina e outros exercem uma função de calmantes, assim como os chás.

? Pensamentos positivos - procure sempre se concentrar em coisa positivas, evitando situações de estresse, a fim de manter a serenidade da mente. 

? Foque no presente e menos no futuro -  É comum que pessoas que sofrem do transtorno tente sempre projetar uma imagem incerta do futuro, o que aguça uma possível crise. Por isso é importante manter os pensamentos no agora para não provocar uma angústia sem necessidade. 

? Autoconfiança e autoestima - Acreditar no seu potencial é fundamental.

Coaching no enfrentamento da ansiedade

Bom, se você sofre com o transtorno, saiba que a metodologia do coaching pode ser a sua luz no fim do túnel, afinal o mesmo irá lhe estimular na busca pelo autoconhecimento, isso irá lhe explicar algumas maneiras de pensar e formas de agir denominadas como 'sabotadoras'. 

As ferramentas do coaching podem te ajudar a destravar aquilo que te bloqueia, olhar mais para você mesmo e aprender a potencializar o talento que existe dentro de você. 

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)