Análise: São Paulo vertical mostra cara de Cuca, sufoca a Chape e ganha opções para temporada

Análise: São Paulo vertical mostra cara de Cuca, sufoca a Chape e ganha opções para temporada IMAGE

O mundo ideal para o São Paulo seria unir o primeiro tempo do empate por 1 a 1 com o Palmeiras e a segunda etapa da goleada por 4 a 0 sobre a Chapecoense, seus dois últimos jogos pelo Campeonato Brasileiro.

O time fez seus melhores 45 minutos sob o comando de Cuca na metade final do jogo da última segunda-feira, no Morumbi. O resultado encerrou um jejum de oito jogos sem vitórias e levou o time para a quinta posição da tabela.

Na saída para o intervalo, o torcedor vaiou um São Paulo que dava a opção do contra-ataque para a Chapecoense e não conseguia se impor. Mas nos primeiros 13 minutos do segundo tempo, o time amassou a Chape com pressão no ataque, força física e velocidade (veja o vídeo acima).

Cuca e Tor se cumprimentam So Paulo melhorou aps entrada do atacante e de Everton no intervalo  Foto Marcos RibolliCuca e Tor se cumprimentam So Paulo melhorou aps entrada do atacante e de Everton no intervalo  Foto Marcos Ribolli

Cuca e Toró se cumprimentam: São Paulo melhorou após entrada do atacante e de Everton, no intervalo — Foto: Marcos Ribolli

Características de Toró e Everton, dupla escolhida por Cuca para entrar durante o intervalo no lugar de Pato e Luan. O time ganhou profundidade e, antes de fazer o primeiro gol, quase não deixou a Chape passar do meio de campo. A equipe com a cara de Cuca sufocou para retomar a bola, jogou de forma vertical e fez os gols.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)