Análise: Corinthians precisará de alternativas ofensivas após ser surpreendido pelo Fluminense

Análise: Corinthians precisará de alternativas ofensivas após ser surpreendido pelo Fluminense IMAGE

empate sem gols manteve o Corinthians com boas chances de classificação à semifinal da Copa Sul-Americana, mas o time precisará achar alternativas ofensivas para o jogo de volta contra o Fluminense, na próxima quinta-feira, às 21h30, no Maracanã, para avançar.

Principalmente por não saber o que esperar do Fluminense. Sem Fernando Diniz e com o auxiliar Marcão no banco de reservas, o time carioca surpreendeu o Timão nos primeiros 30 minutos de jogo, com boa chegada ao ataque e uma marcação muito bem postada em duas linhas na defesa.

Para o jogo de volta, o Tricolor já estará sob o comando de Oswaldo de Oliveira. Assim, para o Corinthians, como já foi no jogo de ida, é difícil saber o que esperar na partida decisiva.

Manoel lamenta durante jogo do Corinthians contra o Fluminense   Foto Marcos RibolliManoel lamenta durante jogo do Corinthians contra o Fluminense   Foto Marcos Ribolli

Manoel lamenta durante jogo do Corinthians contra o Fluminense — Foto: Marcos Ribolli

O jogo

O Corinthians precisou de mais de 30 minutos para entender e reagir ao jogo do Fluminense. O time carioca se postou com duas linhas próximas na defesa, dificultando o encaixe do passe do Timão no campo de ataque.

Com uma marcação forte em cima de Pedrinho, Fagner e Júnior Urso, linhas encurtadas na defesa e boa chegada ao ataque, principalmente pelas alas, o Fluminense irritou e tirou do Corinthians justamente sua principal arma: o lado direito.

– Eles fizeram uma linha de cinco fechando todas as possibilidades. Lógico, quando você enfrenta o Corinthians, tem de marcar o lado direito. O Fluminense tinha uma proposta, fez o que pretendia, nós sofremos um pouquinho. Tentamos, mas precisávamos ser mais organizados e melhor tecnicamente – explicou Carille.

Em noite apagada, Vagner Love teve muita dificuldade para segurar a bola no campo de ataque. Sem sucesso no pivô, viu várias bolas escaparem de seu domínio.

Vagner Love em lance no primeiro tempo  Foto Marcos RibolliVagner Love em lance no primeiro tempo  Foto Marcos Ribolli

Vagner Love em lance no primeiro tempo — Foto: Marcos Ribolli

A partida melhorou a partir do momento em que Fagner cresceu no jogo. Se esteve muito bem marcado no primeiro tempo, o lateral achou mais espaço para jogar na etapa final. Mesmo sem tanta velocidade na transição, tirada pelo próprio Fluminense, o jogo do Timão voltou a passar bastante pelo lado direito.

Com triangulações e até mesmo com a participação de Jadson, deslocado para o lado direito com a entrada de dois centroavantes, Boselli e Gustagol, e boas chances de bola parada, o Corinthians passou incomodar mais.

A melhor chance da partida saiu justamente dos pés de Fagner, que achou Gustagol na área, pronto para cabecear. A bola tocou no travessão após ótima defesa de Muriel.

Banner Lateral (1)
ouça online
Banner Lateral (2)